O Futuro é Analógico: A História do GPS

O que seria das nossas séries “O Futuro é Analógico” sem uma história de como iniciativas criativas podem levar a grandes e inesperados resultados? Aqui está uma breve história do GPS!

Créditos: makeyuu

É difícil imaginar que as facilidades que desfrutamos todos os dias com nossos carros, celulares e até com os nossos kits de LC-A da “Lomo LC-A Race” do ano passado já foram projetos ultra secretos, projetos de alta tecnologia exclusiva do Departamento de Defesa dos EUA!

E isso não acontece da noite para o dia. O Sistema de Posicionamento Global, o GPS, que todos nós conhecemos hoje, é um produto de pesquisa e desenvolvimento de muitos anos e bilhões de dólares. Tudo começou em 1951, quando a Força Aérea pediu para o Dr. Ivan Getting uma proposta de sistema de orientação. A partir dessa solicitação, Dr. Getting desenvolveu o primeiro sistema de três dimensões de busca de posição, baseado na diferença de tempo de chegada. Esse sistema se tornou a base para o futuro GPS.

Vamos avançar para 1957, quando a Russia lançou o seu satélite Sputnik no espaço. Depois do lançamento, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) observaram que, enquanto o Sputnik orbitava o planeta, o sinal ficava mais fraco na medida em que o satélite ia mais longe e mais forte quanto mais se aproximava. Com isso, foi possível determinar exatamente a posição do satélite no espaço, usando somente a força do sinal transmitido por ele!

O primeiro relógio atômico. Foto de marcdatabase.com

Em outra frente, cientistas estavam ocupados com o estudo do tempo. Eles procuravam uma forma de medir o tempo da maneira mais precisa possível. E, então, foi desenvolvido o Relógio Atômico, um dispositivo super preciso que mede o tempo ao alcance de um bilionésimo de segundo. Assim, os Relógios Atômicos nasceram. Com esses relógios, cientistas e engenheiros descobriram que existiam ligeiras discrepâncias de tempo ao redor do mundo. Então, começaram a posicionar relógios em vários pontos do planeta, do Monte Everest ao Deserto de Gobi, para procurar por minúsculas diferenças de tempo em cada um dos lugares. Essa informação ajudou a confirmar a visão de Einstein sobre o universo e logo se tornaria parte fundamental da tecnologia de satélites.

Nos anos seguintes, o exército americano teria lançado satélites no espaço e os posicionado estrategicamente. Com o auxílio desses satélites e com as lições tiradas do Sputnik, foi percebido que, com os satélites corretamente posicionados, era possível mapear o mundo e apontar posições exatas no globo! Isso, com certeza, foi informação sigilosa até 1983, quando o Presidente Ronald Reagan determinou que o GPS estaria disponível para o uso público. E, assim, o moderno GPS nasceu! Desde então, avanços na tecnologia foram feitos para aperfeiçoá-lo, como se pode observar nos celulares ou no GPS dos carros. Quem diria que estes eventos, aparentemente aleatórios, teriam produzido um aspecto tão importante da tecnologia de hoje, não é mesmo?

Fontes:

Quer saber mais sobre o futuro analógico? Veja o microsite, participe da nossa competição Fotografe a sua Profecia e faça download dos posters ( ou peça na Loja Online ou na Loja Física) O Futuro é Analógico.

written by cruzron on 2011-03-11 #lifestyle #gps #analogico #historia #futur
translated by liviacteixeira

More Interesting Articles