Passeando e lomografando a Baixa de Lisboa

Uma sugestão de passeio com muita arquitetura, história e, claro, fotografias!

A Baixa é a parte mais movimentada de Lisboa durante o dia. Se você é turista, é impossível não passar por lá, até porque ela fica numa região central, e de lá você pode ir para vários outros bairros bacanas da cidade. Por exemplo, você pode pegar um “eléctrico” para Belém ou para Alfama, ou pegar um elevador e subir até o Chiado e o Bairro Alto.

Mas nesse artigo eu vou falar especialmente da Baixa e de todo o seu charme.

A melhor maneira que eu encontrei para falar sobre a Baixa foi criando uma sugestão de rota para você fazer a pé. Assim, nem eu nem você corremos o risco de perder nada. Eu já fiz esse caminho milhares de vezes, desde que me mudei para Lisboa, em julho do ano passado. Mas, mesmo assim, toda vez que eu vou à Baixa, fico impressionada com a sua beleza.

Acho que o melhor lugar para começar esse passeio é a praça do Rossio. O nome oficial é Praça de D. Pedro IV (tem até uma estátua dele, lá). Essa praça, por si só, já é um ótimo motivo para você visitar a Baixa. Além da estátua do antigo rei, o Rossio tem outras atrações para você fotografar. Na minha opinião, as principais são as duas fontes “gêmeas” de bronze, uma de cada lado da praça. Há também o desenho do chão, todo feito de pedras portuguesas.

Ao lado da praça, está a estação de trem do Rossio. Normalmente eu não vejo muita graça em estações de trem, mas essa é especial. O estilo neo-manoelino da fechada, típico do Século XVI, é simplesmente lindo!

Depois de fotografar bastante a estação do Rossio, vá para a Rua Augusta. Essa rua é enorme e liga duas praças importantes: a Rossio à do Comércio. Como ela é exclusiva para pedestres, você pode andar tranquilamente e parar para tirar fotos quantas vezes quiser. Ah, e se você quiser dar um tempo nos passeios turísticos, pode aproveitar as várias lojas de roupas que ficam na Rua Augusta, como a Zara, H&M, etc. Outra opção é fazer uma visita à embaixada Lomográfica de Lisboa, que fica muito pertinho, na Rua da Assunção.

Descendo a Rua Augusta, você verá o elevador de Santa Justa, que faz a ligação entre a Rua do Ouro (na Baixa) e a Rua do Carmo (no Chiado). Essa é outra belíssima construção que vale a pena ser fotografada de baixo até em cima, lá no alto, de onde se vê toda a Baixa, o Castelo de São Jorge, o Rio Tejo e muitas outras belezas de Lisboa.

No final da Rua Augusta, chegamos também ao final desse passeio, que é também a minha parte preferida da Baixa. Estou falando da Praça do Comércio. Toda vez que eu passo lá com as minhas Lomos, eu acabo parando para tirar uma nova foto. Além de toda a importância arquitetônica para a cidade, essa praça tem como atração principal, na minha opinião, a maravilhosa vista para o Rio Tejo. Não perca!

Espero que um dia você visite Lisboa e possa fazer esse passeio. Tenho certeza de que nenhum lomógrafo iria se arrepender.

written by marinam on 2011-02-15 #places #lisboa #location #baixa #monumentos #guia #personal-story #ruas #estatuas #reis #pracas #caminhada

Thanks, Danke, Gracias

Thanks

We couldn’t have done it without you — thanks to the 2000+ Kickstarter backers who helped support this analogue dream machine the Diana Instant Square is now a reality. Watch out world, this Mighty Memory Maker is coming your way! Did you miss out on the Kickstarter Campaign? Fear not, pre-sale is now on and we have a Diana Instant Square waiting just for you! Pre-order now to pick up your own delightful Diana Instant Square and free Light Painter just in time to snap away those Christmas Carols.

More Interesting Articles