Capítulo 18: O Fax para São Petersburgo

Enquanto isso, em São Petersburgo. Alguns dos raios de sol raros penetravam pela janela um pouco negligenciada no segundo andar dos escritórios LOMO PLC e causou o gerente do recém-criado Departamento de Relações Públicas, Lazar Semyonovich Zalmanov, a olhar de soslaio. “O que diabos o companheiro do departamento de marketing me envia aqui?”, Ele perguntou a si mesmo enquanto ele re-lia o fax que recebera recentemente. “Relações Públicas chefe Zalmanov, isto pode ser do seu interesse”, escreveu o chefe adjunto do departamento de marketing.

*LAZAR ZALMANOV: O CONTATO CHAVE NA LOMO PLC *

Lazar é um verdadeiro Lomo Kid! Como a maioria de sua família, ele trabalhou para LOMO PLC e cresceu apertando os parafusos no Jardim de Infância da PLC LOMO. Ele se juntou a LOMO PLC como engenheiro depois de terminar a sua licenciatura em engenharia de cinema, mas estava sempre mais interessado na organização, cultura e relações públicas. Sendo um amante das artes, Lazar foi o chefe do Clube Juvenil LOMO PLC, e convidou poetas e compositores para recitar e brincar. Na década de 70 e 80 Herr Zalmanov trabalhou principalmente no departamento de design da LOMO PLC onde ele tinha um trabalho de organização de trabalho nos produtos militares ultra secretos. Quando no início dos anos 90 o chefe do laboratório morreu de um ataque cardíaco, Lazar assumiu o cargo, mas logo descobriu sua verdadeira vocação como o chefe do departamento de Relações Públicas recentemente fundada.

Foi ele quem recebeu os jovens austríacos pela primeira vez em outubro de 1994. Como uma pessoa artística, membro do grupos de Poetas de São Petersburgo, clube amador e um apaixonado colecionador de selos, Lazar entendeu a idéia da lomografia, desde o início e convenceu o diretor geral da LOMO PLC de seu potencial. Este forte apoiador e velho amigo da Sociedade Lomográfica comprou sua primeira LOMO LCA em uma loja perto de Moscou e participou ativamente em concursos de foto. O especialista PR é casado com sua segunda esposa, tem três filhas e três netos e agora trabalha como assistente do Diretor Geral da LOMO PLC.

17. diretor técnico, LOMO PLC, Herr Nikolai Mikhailovich Shustov dando um discurso espontâneo na exposição Lomography internacional do Fotocentre Moscou.

Enquanto isso, em São Petersburgo. Alguns dos raios de sol raros penetravam pela janela um pouco negligenciada no segundo andar dos escritórios LOMO PLC e causou o gerente do recém-criado Departamento de Relações Públicas, Lazar Semyonovich Zalmanov, a olhar de soslaio. “O que diabos o companheiro do departamento de marketing me envia aqui?”, Ele perguntou a si mesmo enquanto ele re-lia o fax que recebera recentemente. “Relações Públicas chefe Zalmanov, isto pode ser do seu interesse”, escreveu o chefe adjunto do departamento de marketing.

“Há alguns meses estive em posse de um fax escrito em Inglês enviado a mim por um jovem austríaco, mas eu pensei que era uma piada de um ex-colega de trabalho e não me fez rir nem um pouco. O fax chegou em primeiro de abril de 1994. Mas desta vez é em russo e foi enviado diretamente do Fotocentre em Moscou. Estes Lomografos são sérios.”

Lazar, que aprendeu o ofício no jardim e infância da PLC LOMO e trabalhou na LOMO PLC por mais de 20 anos, estava na lista de convite da exposição de Lomografos interessados. "Estes LOMO LC-A entusiastas são duas cidades Alemãs e Austríacas e do que está escrito aqui, eles parecem ser um povo engraçado. Eles estão investigando a velha Lomo LC-A única coisa que eu nunca teria pensado possível. Esse movimento pode nos trazer um pouco de publicidade ", pensou o homem astuto e tentou enviar uma proposta de obter financiamento para uma viagem a Moscou para participar da exposição Lomográfica. No entanto, como esta foi negada (na época LOMO PLC realmente tinha que lutar por cada centavo e simplesmente não podia dar ao luxo de ajudar), Lazar telefonou para seu colega Nikolai Mikhailovich Shustov que estava em Moscou. Ele pediu ao homem de dois metros de altura, o diretor técnico do conjunto LOMO PLC para visitar o Fotocentre em Moscou e investigar minuciosamente esses “Lomografos”.

Em 31 de setembro, 1994. Durante a cerimônia alegre abertura da grande exposição lomográfica no Fotocentre de Moscou, o ministro da LOMO PLC NM Shustov entrou subitamente no meio da multidão e foi calorosamente recebido pelos lomógrafos sênior em suas camisas e calças coloridas, que fez dele o centro das atenções. Um endereço foi dado e um convite para São Petersburgo foi autorizado. Uma feliz coincidência para os Lomografos, que estavam esperando em vão por uma resposta ao seu fax (e não tinha idéia de que o seu primeiro fax enviado a 01 de abril tinha sido considerado como uma piada em São Petersburgo). Uma infeliz coincidência, no entanto, para o Shustov, que como um diretor mais cauteloso, não esperava tal comoção e sentiu toda essa atenção bastante desagradável. O bom homem, no entanto, foi consolado por alguns copos de vodka e pouco depois estava de bom humor. Poucos dias depois, recebeu Lazar falando mal dos Lomografos loucos, mas depois acrescentou: “Esta Lomografia é bastante interessante e pode oferecer um resultado promissor para o futuro.”

Veja toda a glória do livro aqui

written by ungrumpy on 2011-02-08 #library
translated by liviacteixeira

More Interesting Articles