Fotografia noturna: Um ponto de vista pessoal

Existem muitas maneiras de aproveitar a noite, mas para mim, a melhor maneira de me lembrar de uma noite não é a ressaca no dia seguinte. Aqui está um guia ou um grupo de dicas para fotografia noturna.

Para este tipo de fotografia é quase essencial o modo B (bulb) ou que a câmera permita o ajuste do tempo de exposição, pelo menos 8 segundos. Iremos executar o que é chamado de BRACKETING,que nada mais é do que fazer de 2 a 3 capturas na mesma cena mudando o tempo de exposição em cada caputura. Por isso certifique-se que expô-la corretamente. Também é interessante se pudermos mudar a abertura (do diafragma = f). Por quê? Embora pareça contraditório usar aberturas pequenas (f22) que permitem menor entrada de luz, ela permite a captura de maior numero de detalhes na cena ou “movimento”. Por exemplo, Lubitel ou Smena 8M são ideais para este tipo de fotografia.

Filme. Apesar do filme preto e branco ser interessante, eu acho que capturar as cores das luzes é o mais marcante da fotografia noturna. Eu costumo usar slide film (processado cruzado) para exagerar a saturação.

Suporte. Tudo o que você deve saber é que ,durante longas exposições, ao segurar a câmera com a mão você terá imagens embaçadas ou tremidas. Em alguns casos isso pode ser interessante, em outros casos nós não queremos captar o movimento de nossa mão, mas o sujeito/objeto fotografado. A melhor opção é ter um tripé, mas qualquer tipo de apoio vai funcionar. Eu sei duas dicas para evitar mover a câmera quando puxar o gatilho: usar um cabo disparador ou o timer da câmera (isso nos impede de utilizar o modo B, mas pode ser suficiente se pudermos definir a exposição de 8 segundos ou mais).

written by megustastu on 2010-12-27 #gear #tutorials #arte #tutorial #tipster #luz #dica #noite #longa-exposicao
translated by gabeenogueira

More Interesting Articles