The Hell With Perfection — Freedom for Photography!

Fazer greve é uma arte

Há algumas semanas houve uma greve geral em Portugal. Como não dava para ir a todas as manifestações, eu escolhi lomografar a dos atores.

Há poucas semanas atrás, os trabalhadores de Portugal decidiram fazer uma greve geral. A crise no país é grande e, por isso, as duas maiores organizações trabalhistas decretaram a maior greve dos últimos 20 anos. Como a minha categoria (dos publicitários) não participou, eu só tinha a minha hora de almoço para pegar as minhas Lomos e registrar o evento. Só dava para escolher uma manifestação, e eu acho que escolhi certo: a dos artistas de teatro.

Para essa missão, escalei a Fisheye, Sprocket Rocket, Supersampler e lá fui eu para a Praça do Rossio, em Lisboa. Eu e os grevistas demos sorte, porque apesar do inverno estar chegando, abriu um lindo dia de sol. Em mais ou menos uma hora e meia, acho que consegui fazer um registro ao menos razoável da manifestação.

O legal de ter escolhido o protesto dos artistas é que eles eram bem criativos nas suas formas de se manifestar. Tinha gente de tudo quanto é lugar de Portugal e até uma família muito louca da Espanha. Os pais, já idosos, lideravam o filho, a nora e o neto. A onda deles era fazer bolinhas de papel com jornal ou papel vegetal, e colar com fita crepe para criar uma bola gigante. Fui perguntar o que eles queriam dizer com aquilo e o avô falou: “Nada… é só a forma que escolhemos para nos manifestar”. Então tá…

Depois que as bolas gigantes ficaram prontas, eu pensei que ia entender a intenção deles, mas na verdade só complicou. Isso eu nem vou contar. Vocês podem ver a doideira nas próprias fotos.

Um outro grupo, de artistas portugueses de teatro, foram o maior destaque da manifestação. Eles traziam cartazes, um guarda-chuva colorido, tapavam a boca com fita e um deles até se “encaixotou”.

Claro que essa manifestação foi uma das que chamou mais atenção da imprensa. No meio de dezenas de fotógrafos com aquelas câmeras com lentes gigantescas, estava eu com uma máquina azul (Fisheye), outra esquisita com 4 lentes pequenas, um colorsplash flash, etc. O mais engraçado era que os manifestantes pensavam que eu era da imprensa e faziam questão de posar para mim. Já os fotógrafos profissionais sabiam que eu estava ali pela farra e olhavam pra mim com um sorriso que dizia: “Fanfarrão!”. Principalmente quando no meio dos flashes aparecia uma luz cor-de-rosa do colorsplash.

Durante o tempo em que eu estive lá, não aconteceu nenhum tipo de problema grave. Muito pelo contrário, foi um evento animado e colorido que, aliás, combina muito mais com a Lomografia!

Ah, e quem quiser ver mais fotos da manifestação, é só dar uma olhada nesse álbum

written by rodrigoalmeida on 2010-12-15 #lifestyle #lisboa #portugal #artistas #greve-geral #manifestacao #protesto

More Interesting Articles