Photos on Pages, vol.1: Taxi Driver, de Steve Schapiro

Como amantes do formato analógico que somos, não nos é possível expressar o quanto adoramos os fotógrafos de rodagem do mundo do cinema. Quando observamos as suas fotografias impressas e compiladas num só livro, sentimos um enorme júbilo visual e auto-satisfação. “Photos on Pages” é uma nova coleção de livros que enfoca a obra de grandes fotógrafos. Neste primeiro volume, os focos estão centrados em Steve Schapiro e nas suas fotografias exclusivas de “Taxi Driver”.

image via cinemasterpieces.com

Livro/s: “Taxi Driver” e “Taxi Driver / The Godfather”
Fotógrafo: Steve Schapiro
Categoria: Cinema, rodagem
Publicado em: Novembro de 2010 e Fevereiro de 2011, respectivamente

Taxi Driver é amplamente considerado como uma das grandes obras-primas cinematográficas de todos os tempos. Filmado em 1976, Martin Scorsese e Robert de Niro juntaram forças para dar forma a um filme magnificamente feroz, que viria a influenciar várias gerações de realizadores e a inspirar milhões de pessoas por todo o mundo. Depois de terem feito “Mean Streets” em conjunto três anos antes, Marty e Bobby voltaram a juntar-se sem grande esforço, e o resultado dessa convergência transformou-se num dos clássicos cult mais conhecidos de sempre.

Robert de Niro encarnou Travis Bickle, um ex-“Marine” de dedo leve no gatilho transformado em taxista psicopata com um ameaçador corte de cabelo Moícano. Com a cidade de Nova Iorque como pano de fundo, Travis perambula pelas ruas sujas no seu “yellow cab”. Uma garota miúda de 12 anos chamada Jodie Foster deu vida a Iris, uma prostituta às ordens de um cafetão cujo papel ficou a cargo de Harvey Keitel. O próprio Scorsese contribui com um “cameo” arrepiante, surgindo no filme como um dos passageiros noturnos do táxi de Travis.

image via aintitcool.com

*Taxi Driver * e a sua imagem são, particularmente para os mais cinéfilos, um deleite permanente para os olhos. Logo no princípio do filme, deparamo-nos com as luzes noturnas da cidade desfocadas, mas hipnotizantes (aquilo a que na gíria fotográfica se chama bokeh). A narração feita a partir do ponto de vista do protagonista acrescenta erotismo à violência intensa e envolvente da intriga. Ao longo do filme, a sua trilha sonora vai dispondo a cacofonia própria da metrópole de Nova York – com o saxofone melódico e o ritmo jazz da bateria a reforçar as contradições inerentes às diversas emoções e realidades da cidade. Na verdade, “Taxi Driver” é um ruidoso cocktail de “thriller” com “film-noir” servido ao longo de duas horas.

image via annyas.com

Este ano, comemora-se o 35.º aniversário do lançamento desta obra icónica, e uma vez que Taxi Driver é desde há muito tempo considerado um marco na história do cinema. Por isso, a imortalização das suas cenas mais marcantes em fotografia torna-se definitivamente obrigatória.

Como tal, um obrigado infinito a *Steve Schapiro* — o fotógrafo de cena na rodagem de “Taxi Driver”, por ter capturado não apenas a perturbação da personagem de Travis, como também os cenários que não chegamos a ver e os atores nos bastidores —, oferecendo ao mundo a oportunidade única de observar a ambiciosa contribuição de Scorsese para o olimpo do cinema na forma de não um, mas dois livros absolutamente fantásticos:

1)Taxi Driver. Esta edição limitada de 328 páginas em capa dura e assinada pelo próprio Schapiro tem apenas 1000 exemplares. Este livro não tem preço (agraciado que está com um prefácio de Scorsese e adornado com as imagens de um jovem De Niro) e é simultaneamente caro (cada livro custa aproximadamente 700 dólares!). No entanto, os mais loucos por cinema e os connaisseurs do vintage irão definitivamente perder a cabeça para conseguirem pôr as mãos e os olhos nesta gema!

Steve Schapiro © images via taschen.com

2) Taxi Driver / The Godfather. Antes ainda de fotografar os cenários de “Taxi Driver”, Schapiro foi igualmente fotógrafo do filme “O Poderoso Chefão” de Francis Ford Coppola, que lhe garantiu acesso exclusivo a um dos elencos mais incríveis já reunidos. Além disso, este livro contém os “stills” seminais de “Taxi Driver” na sua primeira metade.

Steve Schapiro © (screenshots via blurb.com)

“Muitos dos grandes atores que fotografei mantinham as personas das suas personagens enquanto a câmera estava filmando, voltando de imediato a serem eles mesmos assim que se ouvia a palavra “corta”. Robert de Niro estava tão intensamente metido no personagem de Travis Bickle, tanto física como mentalmente, que jamais duvidei de que estava fotografando o próprio Travis Bickle, estivesse a câmera a filmar ou não." (Steve Schapiro)

Qual destas duas fotografias de “Taxi Driver” te diz mais? Que outros livros de fotógrafos conhecidos gostaria de ver apresentado na Seção Lifestyle Analógico? Diga o que você pensa nos comentários abaixo, e aguarde pelo próximo volume de Photos on Pages!

Leia mais artigos do editor sobre táxis no Lomography’s Magazine!

Fotografe um Táxi!

E participe da nossa competição em colaboração com o DesignTAXI e habilita-te a ganhar fantásticos prémios!

written by basterda on 2012-01-26 #lifestyle #series #taxis #taxi-driver #martin-scorsese #filmes #livros #robert-de-niro #travis-bickle #steve-schapiro #photos-on-pages
translated by selmasailor

More Interesting Articles