Fuji Provia 400X; 120mm: um filme para todo o terreno!

1

Como definir o Fuji Provia 400X em poucas palavras? Rápido e fiel! Posso contar com ele em todas as situações de luminosidade, sem pensar duas vezes!

Créditos: anafaro

Se me dissessem hoje que poderia ter stock ilimitado de um e apenas um tipo de filme até ao final dos meus dias, seria obrigada a escolher o Fujichrome Provia 400X. E porquê? Porque funciona. Sempre!
Sou Portuguesa, mas vivo em Londres. Viajo muito entre Portugal e o Reino Unido e para onde vou levo as minhas câmeras comigo. Por isso tenho de estar sempre preparada ou para os dias mais chuvosos de Londres, ou para os dias gloriosos de sol de Lisboa. Até hoje, depois de ter experimentado muitos tipos de filmes de muitas marcas, há apenas um ao qual me mantenho sempre fiel e com o qual é sempre confortável trabalhar: o Fuji Provia!

Passo a explicar o porquê: o Fujichrome Provia 400X é um filme de slide rápido, muito sensível à luz. Mas ao contrário de outros filmes de sensibilidade ISO400, tem um grão muito fino. Isso permite-me obter fotos muito bem definidas em situações de baixa luminosidade, como sejam os dias mais tristonhos. Mesmo num dia nublado, sei que posso tirar as fotos que quero sem medo. Eu sempre optei pelo processamento cruzado, por isso não posso comentar qual o resultado quando se utiliza processo E6. Mas com C41, as cores e os contrastes saem sempre interessantes, independentemente da falta de sol. E isso é muito importante quando se vive numa cidade conhecida pelos seus dias mais cinzentos.

Créditos: anafaro

Seria de esperar que um filme tão rápido não pudesse ser utilizado em dias de sol, e na verdade muitas reviews na internet desaconselham o seu uso em semelhantes condições. Mas essa não tem sido a minha experiência. Como já vos disse, eu levo-o sempre comigo e nunca me inibo de o usar. Os resultados nunca desapontam… e até mesmo a ocasional lampejo de luz na foto confere-lhe um certo charme.

Créditos: anafaro

A gama de cores do Fuji Provia é muito rica e muito dinâmica, e pode variar muito conforme as condições de luminosidade em que for utilizado. Nos dias mais cinzentos, os tons vermelhos e os verdes e azuis mais escuros destacam-se mais vivos; já nos dias de sol o azul turquesa do céu parece explodir, e tons quentes de laranja e amarelo decoram a foto. A beleza do Fuji Provia é que é extremamente rico em cor, mas sem uma saturação excessiva ou pouco natural. É saturado q.b. Simplesmente adoro!

Créditos: anafaro

Como é um filme que tolera bem ser puxado uma ou duas paragens de exposição, sei que posso fazer duplas ou até mesmo triplas exposições com a segurança de não obter resultados desbotados e excessivamente expostos.

Créditos: anafaro

Também é um filme que resulta muito bem em fotografia interior. Se tiverem mão firme ou se puderem apoiar-se numa superfície, é possível fazer longas exposições (como é o caso da primeira foto da série em baixo). Mas os meus melhores resultados foram conseguidos quando usei um flash – no meu caso tenho sempre usado com o flash da Diana F+ com o gel amarelo. As fotos ficam quentes e transmitem-nos para um ambiente acolhedor.

Créditos: anafaro

Normalmente ando sempre com a minha câmera de plástico favorita, a Diana F+, carregada com este rolo. E devo dizer que a lente de plástico da Diana e este filme é simplesmente um ‘match made in heaven’. No entanto, quando usei o filme com câmeras mais profissionais, como é o caso da minha amada Mamiya C3 professional, os resultados mais uma vez não desapontaram. A resolução e a nitidez da imagem são de cortar a respiração, e os contrastes são muito bem definidos.

Créditos: anafaro

A título de curiosidade, uma vez acabei por deixar um rolo ficar vários meses na minha câmera antes que tivesse exposto toda a película. Algumas das propriedades químicas do filme alteraram-se e quando por fim consegui processar o filme tive uma agradável surpresa e obtive as cores mais fantásticas: uma mistura de um tom sépia geral da foto, com pinceladas de cores extravagantes! Imagino que seja possível conseguir efeitos parecidos com rolos fora do prazo.

Créditos: anafaro

A maior desvantagem deste filme é o seu elevado custo. É realmente um pouco caro, mas para mim vale cada tostão! E nunca me arrependo do dinheiro investido! Em 12 exposições tenho quase sempre 12 fotos boas. Sem dúvida um bom filme, tanto para principiantes como para utilizadores mais experimentados. Usem e abusem!

Para uma leitura mais técnica sobre as características deste filme, recomendo a sua página oficial da Fuji.

written by anafaro on 2012-01-16 #gear #review #iso400 #120mm #fuji #provia #filme-slide #processamento-cruzado

Bringing an iconic aesthetic to square format instant photography, the Diana Instant Square fills frames with strong, saturated colors and rich, moody vignetting. Built to let your inspiration run wild, our latest innovation features a Multiple Exposure Mode, a Bulb Mode for long exposures, a hot shoe adapter and so much more! It’s even compatible with all of the lenses created for the Diana F+ so that you can shake up your perspective anytime, anywhere. No two shots will ever be the same. Back us on Kickstarter now!

One Comment

  1. xxhangelixx
    xxhangelixx ·

    Estou com um provia ISO 100 na minha pentax k1000, procurarei o ISO 400 120mm - a maioria das suas fotos não parece ter sido revelada no processo cruzado, as cores parecem tão fiéis.

More Interesting Articles