Aventuras Analógicas com o LomoAmigo Chris Tomson da Vampire Weekend

É com grande honra que apresentamos Chris Tomson, o baterista da Vampire Weekend, como o nosso mais novo LomoAmigo! Dê uma olhada na galeria dele e na entrevista depois do pulo!

Olá, Chris! Antes de mais nada, para os nossos leitores, conte para a gente quem você é e o que você faz.
Olá! Meu nome é Chris Tomson e toco bateria na Vampire Weekend.

O que e quem são as suas influências musicais? Por que?
Eu diria que, assim como muitas pessoas da minha idade, minha fundação musical é Pop Ocidental (herdado dos meus pais), que vai desde The Beatles até Talking Heads. Partindo daí, eu peguei coisas mais para frente, mais para trás e de fora. Eu realmente gosto de música, em qualquer contexto cultural e geográfico, quando o artista é popular para o seu público. Dois álbuns aleatórios do meu top 10 de todos os tempos é The Flying Burrito Brothers, The Gilded Palace of Sin e The Tony Williams Lifetime Emergency!.

O seu artigo da Wikipedia diz que você é um super fã de fotografia. Que tipo de fotografia você faz e que câmera(s) você tem usado?
Eu sempre gostei muito do ato de arquivar coisas e poder revisitar um certo período ou emoção através de um objeto, seja ele uma música, uma camisa ou um mapa. Para mim, fotografia é um dos meus meios preferidos para arquivar coisas. Por outro lado, você também poderia entitular a minha fotografia como “Viagem/Aventura”. Eu diria que eu tiro a maioria das minhas fotos durantes as turnês e as viagens que vão aparecendo no caminho, que é quando, imaginem ou não, eu sinto que estou experimentando coisas “novas”. Eu tenho uma câmera digital Nikon que serve de base para mim (e é ótima para auto-retratos), mas eu tento ter também no mínimo duas das seguintes comigo o tempo todo: LC-A+, Horizon Perfekt, Sprocket Rocket, Sardina, Diana F+ ou uma Fuji Instax.

Do que você gosta de tirar foto?
Por mais que eu tente não pensar muito nessa questão, algumas tendências têm aparecido. Eu geralmente apenas ando por aí e tiro uma ou duas fotos quando algo me chama a atenção, o que costuma significar um tipo de cena de rua meio vazia e vaga, envolvendo uma ou nenhuma pessoa. Também, obviamente, animais, esporte e estátuas.

Você já tinha experimentado câmeras Lomográficas antes ou essa é a sua primeira vez? Qual das nossas câmeras você tinha experimentado e como foi?
Eu esqueci agora exatamente quando foi a primeira vez em que eu ouvi falar de Lomografia, mas eu lembro que fiquei super animado para entrar na loja da Rua W8th pela primeira vez. Olhando em volta nas paredes com fotos e os livros com exemplos delas eu sabia que queria que as minhas fotos parecessem com aquelas. Apesar de ainda não saber muito sobre os aspectos técnicos que fazem tudo acontecer, as câmeras Lomográficas (e a equipe!) têm realmente me ajudado a alcançar isso. Até agora, eu usei a LC-A+, Diana F+ (regulares e instantânea), Horizon, Sprocket Rocket e Sardina. Elas todas têm sido ótimas e fáceis de usar, mas eu acho que pela versatilidade a minha favorita ainda é a LC-A+.

E como que é para você fotografar com as câmeras Horizon e Sprocket Rocket?
Eu amo! É impressionante olhar pelo visor e ver o tanto de imagem que aparece do que o meu olho está vendo. Com sua construção em movimento, a Horizon tem um dos mais satisfatórios botões disparadores que eu já tinha experimentado.

Descreva a LC-A+ em cinco palavras.
Versátil. Clean. Simples. Poderosa. Relaxante.

Tem algum acessório que você gosta de usar nas suas câmeras? Quais são eles?
Além do flash, eu realmente gosto de colocar o instant back nas câmeras Lomo. A gratificação de ver a sua visão / a visão da câmera se desenvolver diante dos seus olhos é difícil de ter igual.

Como você descreve o estilo de vida analógico?
Para mim, “estilo de vida analógico” é, de certa forma, uma reação da sociedade em geral à digitalização e a marca pessoal/da personalidade de alguém. Com tudo tão fácil de se comprar/ver/experimentar virtualmente, a vontade de se esforçar um pouco para alcançar algo fica mais difícil, porém mais importante de se manter. Por mais que isso talvez não melhore a música de forma absoluta, eu ainda gosto mais de ouvir um disco do que ouvir um mp3. Eu acho que o mesmo vale para a fotografia. O ato físico de carregar, fotografar e voltar o filme pode ser tão importante quanto o resultado das fotos. Dito isso, eu uso o flickr e o instagram também, mas minhas fotos preferidas ainda são as que eu mais me esforcei para tirar.

Se você pudesse levar a sua câmera e um saco de filmes para qualquer lugar do mundo agora, para onde você iria e por que?
Essa aí é difícil. Agora (metade de setembro), eu teria que ir para Big Sky country (Montana). Eu passei um mês sendo voluntário em um rancho no Madison River Valley em Montana no começo desse ano e foi lindo de tirar o fôlego. Tenho certeza que com essa vibe de final de verão/começo do outono seria, se possível, ainda melhor. E também não durma em Idaho.

Se as suas fotos mostradas aqui pudessem ter uma trilha sonora de três músicas, quais seriam (nome da música e do artista, por favor)?
Medicine Head – “When Night Falls”
George Jones – “I’m Ragged but I’m Right”
The Kinks – “Waterloo Sunset”

Que dicas você pode compartilhar com futuros Lomógrafos?
É realmente tão divertido quanto as fotos fazem aparentar que seja! Eu não consigo pensar em um sentimento comparado a pegar e olhar alguns rolos de filme com as fotos já feitas. Geralmente, as fotos que você achou que seriam ótimas não são as melhores do rolo, e as suas favoritas são aquelas que você até tinha esquecido que tinha tirado. Não importa se foi uma festa, uma viagem ou apenas uma boa refeição, olhar as fotos Lomo pode trazer tudo de volta, como se você estivesse vivendo tudo de novo (às vezes até melhorando a experiência original)!

O que Vampire Weekend tem guardado para o futuro?
Bom, no momento nós estamos pensando em ideias para LP3. Não temos uma programação pronta, mas a gente ainda está se divertindo trabalhando juntos e estamos animados para compartilhar quando e o que quer que seja que a gente faça. Nesse meio tempo, a gente vai aproveitar um friozinho em Nova York com nossos capuzes dispersos. Se você me ver por aí, tem chance de eu estar comendo um sanduíche, mas não hesite em falar oi…

written by mmoya on 2011-11-25 #people #amigo #lomo #vampire-weekend #lomoamigo #chris-tomson
translated by tatirc

More Interesting Articles