Tão Pouco Gato

Quando a lomografia nos dá boas surpresas e recordações.

Créditos: monamarques

Eu sempre gostei de animais, mas também nunca me contentei em apenas observa-los no zoológico ou assisti-los no Discovery Channel. Por isso, eu venho acumulando uma lista de “animais de estimação que já tive”, e posso dizer que ela é bem grandinha: cachorros de 6 raças diferentes, periquitos, canário, gerbis, tartaruga, peixes (de feira e “de raça”), calopsitas e até um grilo. Eu nunca tinha criado um gato, até que, voltando da faculdade para casa, vi um estande da prefeitura que estava doando animais.

Foi amor à primeira vista. Fazer o quê? Quando eu me aproximei da gaiola onde estavam os gatos, um deles veio para a grade e ficou me encarando, com aquelas orelhonas apontando pra cima, miando sem parar. Brinquei um pouco com ele, e já estava até pensando em adotá-lo, quando lembrei que seria difícil criar um gato novo, ansioso pra pular de canto em canto, num apartamento na cobertura. Mas quando eu comecei a me afastar para ir embora, o gatinho gritou como doido e se jogou no chão da gaiola, com as patinhas para cima. Eu pensei: “Que se dane, eu coloco redes de proteção nas janelas!”

Nesse dia, eu não fiz nada que não estivesse relacionado ao gato (que, aliás, era fêmea!). Dei banho, comprei caixa de areia, ração, um ratinho de brinquedo. O veterinário disse que ela estava perfeitamente saudável, e foi para a minha surpresa que ele de repente levantou uma seringa enorme para aquela gatinha tão pequenininha… Tanta vacina pra tão pouco gato.

Mas o veterinário estava errado. A gatinha estava doente, e morreu 15 dias depois. Eu estava passando por um período bem difícil da minha vida, e acho que eu nunca amei nada tão rápido quanto aquele bichinho, para você ter uma ideia de como foi triste ver suas pupilas se tornarem redondas de repente.

Um mês depois disso, no caminho de volta da faculdade para casa, passei no laboratório para pegar um filme. Eu nunca aguento esperar até escanear tudo em casa, de forma que eu sempre abro o pacote na rua e vou checando tudo olhando o filme à luz do sol. Daí eu encontrei essas fotos, e com elas eu só consegui sorrir, apesar da saudade pesada no peito.

Conheçam a Ágata:

Créditos: monamarques

Gostaria que as fotos tivessem ficado melhores, mas… acontece.

written by monamarques on 2011-11-07 #cat #lifestyle #pet #gato #tempo #estimacao

More Interesting Articles