LomoAmigo: Caio Palazzo

O fotógrafo Caio Palazzo testou a câmera Lomography Diana F+ CMYK e os filmes Lomography Color Negative 400 e 800, durante a passagem da banda Interpol pelo Brasil.

foto tirada com o Filme Lomography X Tungsten 64 35mm

Conte um pouco sobre você.

Sou paulistano, formado em comunicação. Sempre gostei de foto, acho que 3 coisas que me fizeram querer trabalhar com foto foram um documentário sobre um trabalho do Sebastião Salgado chamado o Espectro da Esperança, a primeira vez que eu entrei em um laboratório fotográfico e a primeira vez que eu vi uma câmera de grande formato, no meu primeiro dia de trabalho em um estúdio no começo da faculdade.

Por que você ainda fotografa em analógico?

Gosto do processo analógico, gosto da textura, do grão, mas principalmente do processo. Do domínio e possibilidade do erro, vejo como um processo mais lúdico e mágico, aquela coisa de você não saber o resultado, não importa quão experiente você seja, sempre tem um mistério a ser revelado. Você pensa, observa mais, trabalha mais o olhar e fotografa muito menos.

Você já tem certa experiência em fotografar shows e turnês de grandes bandas e artistas. Como foi para você usar a Diana F+ para fotografar o show?

Foi uma experiência diferente. A câmera é um pouco mais imprevisível. Mesmo já tendo fotografado shows com câmeras analógicas, ela me trouxe boas surpresas na hora da revelação.

Defina a câmera em três palavras.

Compacta, leve e divertida.

Fora os shows você realizou um projeto muito interessante sobre a América do Sul. Você pode contar um pouco como foi.

Eu fui de ônibus de Lima no Perú até Buenos Aires na Argentina. Percorri Perú, Bolívia, Chile e Argentina em cerca de 2 meses.

Quais são as parafernálias fotográficas (câmera, filmes e acessórios) que você levou na sua viagem pela América do Sul? Quais você gostou mais do resultado final?

Levei uma canon 5D com 2 lentes, uma 35mm e uma 50mm, e uma nikon F3 com uma 28mm e uma 50mm. Gosto muito do resultado analógico, das limitações de foco manual, a falta de motordrive (que faz o filme carregar automático) e a experiência com diversos filmes diferentes para teste, sem muita expectativa de narrativa, apenas captar imagens. Os filmes que levei foram: velvia50, velvia100, echtachrome100 epp, trix400, tmax100, provia100, neopanSS, hilford hp5 e panf50 acho que foi isso, hehehe gosto muito do trix e do panf50.

Qual lugar chamou mais a sua atenção. Se alguém pretende fazer uma viagem parecida que lugar ela não pode deixar de conhecer/fotografar?

As pequenas cidades espalhadas pelo Valle Sagrado na região de Cuzco no Perú é um lugar que todos devem visitar.

Você pode contar para a gente um truque ou método eficaz que sempre resulta em boas fotos?

Acho que cada um tem que ir em busca do seu estilo, que sempre vai funcionar melhor, vai ser mais natural, existem milhares de técnicas, mas não ha regras, eu gosto muito de poucos elementos e imagens centralizadas por exemplo, costumo fotografar muito mais da horizontal, mas tudo depende do momento, essa intareção que faz a fotografia ser tão mágica e desafiadora.

Quais fotógrafos influenciaram o seu trabalho?

Acho que não tenho muito 1 cara que realmente me influenciou. existem momentos e descobertas, qualquer trabalho maravilhoso que você vê vai te influenciar, às vezes escuto uma música e penso fotograficamente, vejo trabalhos na internet ou livros maravilhosos que sempre ficam na cabeça e na hora de contar uma historia, fazer um clique você acaba se influenciando, mas como sempre é legal falar em nomes, gosto muito do Mário Cravo Neto , Sebastião Salgado, Robert Capa, Otto Stupakoff , Richard Avedon, esses caras foram e são mestres e merecem ser citados, entre muito outros.

Para conhecer mais sobre o trabalho do fotógrafo Caio Palazzo acesse:
Tumblr
Portifólio

Para ver mais fotos do show do Interpol clique aqui

A Diana F+ CMYK é pintada com as quatro cores usadas nas impressões offset. Com os mesmos features que a original Diana F+, esse colorido clone com certeza vai capturar a atenção de todos ao seu redor. Veja o resto das Câmeras Diana Clones aqui!

written by caioantunes on 2011-11-16 #people #lomo-amigo #brasil #lomography #musica #shows #lomoamigo #fotografia #interpol

Kickstarter

Bringing an iconic aesthetic to square format instant photography, the Diana Instant Square fills frames with strong, saturated colors and rich, moody vignetting. Built to let your inspiration run wild, our latest innovation features a Multiple Exposure Mode, a Bulb Mode for long exposures, a hot shoe adapter and so much more! It’s even compatible with all of the lenses created for the Diana F+ so that you can shake up your perspective anytime, anywhere. No two shots will ever be the same. Back us on Kickstarter now!

More Interesting Articles