Fotografia Cega no Jardim da Sensações - Tirando fotos sem o uso da visão!

6

Já pensou em bater fotos sem usar a visão?! Esta é a minha história de um inesperado passeio pelo uso das sensações em um pequeno jardim em Curitiba. Uma incrível experiência pessoal tornada ainda mais marcante pela Lomografia!

Faz apenas alguns meses que eu conheci a Lomografia, mas eu e minha Diana Mini (primeira câmera) certamente já vivemos juntas alguns momentos bem marcantes! Um deles se deu durante uma viagem para Curitiba com uma colega de faculdade.

Nós fomos até essa bela cidade para um congresso, mas, como não poderia deixar de ser, aproveitamos para dar alguns passeios. Um deles foi ao famoso “Jardim Botânico”.

Caminhando por lá encontramos por acaso um pequeno jardim feito especialmente para pessoas com deficiência visual, o “Jardim das Sensações”. Acontece que minha amiga tem um grau significativo de deficiência visual, o que faz com que quando estamos juntas eu frequentemente faça o papel de guia – indicando os caminhos e obstáculos -, especialmente em locais deconhecidos. Sendo assim, quando li para ela a explicação que havia na entrada do jardim ela não duvidou e lançou logo a proposta:
-Vamos visitar! E dessa vez eu te guio. Tu pode até bater fotos com tua câmera e quando forem reveladas a gente vê como ficaram!!

Eu aceitei na hora. A única questão foi que quando o cuidador do jardim foi explicar como funcionava a visita (com vendas e formas bem interessantes de explorar o caminho) a minha amiga achou tão legal que também decidiu abrir mão de ver algo e foi completamente cega. Resultado: fomos as duas vendadas e sem enchergar nada passear no meio das plantas tentando descobrir o caminho e as plantas enquanto andávamos e, melhor de tudo, adivinhando enquadramentos e distâncias focais para tirar fotos (haja contar passadas e palmos)!

,


,

,

,

Estas foram talvez as fotos que mais me deixaram ansiosa para ir ao laboratório ver os resultados. Que bom que na minha opinião a espera valeu a pena! E para quem queira ver mais fotos do passeio é só dar um pulo na minha Lomohome – o album se chama “Blind Lomography in The Sensation Garden”.

Curiosidade1: Na ocasião tinhamos também uma câmera digital, mas decidimos que a Diana Mini era beeem mais interessante para uma aventura do tipo.
Curiosidade 2: Como minha amiga também bateu fotos e não era acostumada com a Diana Mini ela nunca passava o filme depois de um click, assim, temos algumas duplas exposições acidentais que no fim das contas me agradaram muito. Um toque a mais de inesperado ;D

written by _rebecca on 2011-11-03 #lifestyle #diana-mini #curitiba #jardim-botanico #jardim-da-sensacoes #fotografia-cega

6 Comments

  1. fstrongren
    fstrongren ·

    Incrível a experiência, acompanhada de belas fotos ainda! As de dupla exposiçã ficaram lindas. Parabéns!

  2. vinirocha
    vinirocha ·

    Gostei da idéia!

  3. anajunqueira
    anajunqueira ·

    Adorei a ideia! Parabéns pelas fotos! =)

  4. _rebecca
    _rebecca ·

    Muito obrigada! É a primeira vez que eu escrevo para a Lomography e é muito bom saber que as pessoas leram e gostaram ;D

  5. floragehrke
    floragehrke ·

    Amei a idéia! Como alguém que recém adquiriu uma Diana Mini estou curiosa para passeios como este :)

  6. jeniferricken
    jeniferricken ·

    Ideia ótima!
    Achei muito bacana não só o passeio... mas também as fotos... E a atitude...

More Interesting Articles