LomoAmigo: Diana Mini no blog When You Awake!

Se você ama música indie e folk americano, então precisa conhecer Jody Orsborn. Ela comanda um blog de música chamado When You Awake, que nos mantém informados sobre tudo relacionado a esses gêneros. Com dedos firmes nessa mistura musical, demos a ela uma Diana Mini, e fizemos algumas perguntas sobre a vida de uma blogueira do rock.

Tirada por Noelani Malley em Estocolmo, na Suécia

Nome: Jody Orsborn
Idade: 27
Lugar: Londres, Reino Unido

Conte-nos um pouco sobre você:

Eu sou a fundadora do When You Awake.com, um blog diário sobre todas as coisas relacionadas a indie-folk, country clássico e rock clássico. Eu nasci em Marin County, Califórnia; cresci em Nashville, Tennessee; passei a maior parte dos meus anos como adulta em Los Angeles, Califórnia, e atualmente moro em Londres, na Inglaterra.

O Apple Cart Festival em Victoria Park, na região leste de Londres

Você criou o blog When You Awake when you awake – Você poderia nos contar um pouco sobre ele e sobre como ele se tornou conhecido no mundo todo?

Eu comecei o blog há três anos porque trabalhava para um DJ e produtor de hip-hop eletrônico e me sentia insatisfeita musicalmente. Como cresci em Nashville, Tennessee, meu coração sempre esteve com o folk e com a música country, então eu decidi fazer um blog para tentar me reconectar com esse mundo e para encontrar pessoas que estivessem mais interessadas em, digamos, The Band e Waylon Jennings que em MIA e Spank Rock.

Marketa Irglova no Shepard’s Bush, na zona oeste de Londres.

Foram três anos incríveis e eu sou muito grata por tudo que eu pude fazer, desde viajar pelos Estados Unidos na Railroad Revival Tour, com Mumford and Sons, Edward Sharpe, The Magnetic Zeros e Old Crow Medicine Show; passando pela organização de festivais de música para mil pessoas com músicos com Akron Family e Langhorne Slim; até oportunidades como a de ser uma LomoAmiga e ter sido jurada da Emerging Talent Competition (Competição de talentos emergentes), do Glastonbury.

Marissa Nadler do lado de fora da Rough Trade em Notting Hill, na zona oeste de Londres.

Quanto a como ele se tornou global, eu decidi desde o início que o site teria alcance internacional, mostrando mixtapes e músicos do mundo todo, e começou daí. Nós tambpem temos colaboradores em três continentes, incluindo escritores em Nova York, São Francisco, Noruega, Austrália e muito mais, embora Los Angeles e Londres continuem sendo nosso foco (já que eu estou aqui em Londres e meu editor assistente, o incrível Bryan Thomas, está em Los Angeles).

Mark Kermode em noite de autógrafos no Cinema Phoenix, em East Finchley, Londres.

O que você mais ama na sua vida no momento

Morar em Londres. Eu me mudei para cá na loucura há mais de um ano. Eu literalmente me inscrevia em cursos de graduação, era aceita e mudava de país. Algo meio impulsivo, eu acho, mas foi a melhor decisão que eu já tomei. Acho esta cidade e as pessoas que moram aqui fascinantes. Parece que tem uma corrente elétrica no ar, e todo mundo que eu conheço está criando alguma coisa interessante, sejam amigos que vão abrir um restaurante de fondue ou que estejam se preparando para o lançamento de seu primeiro livro sobre como se reconectar à natureza. Eles têm me inspirado a ser ainda mais produtiva, e nos dois últimos meses eu me vi à frente do When You Awake, terminando meu mestrado, abrindo uma empresa, me juntando a um coral e trabalhando em projetos paralelos com os cinemas Secret e Phoenix.

The Wilderness of Manitoba no The Slaughtered Lamb na região central de Londres.

E o que menos ama?
Empréstimos estudantis. Sério, alguém quer fazer de uma blogueira seu projeto de caridade pessoal e pagar todos os meus empréstimos? Eu lhe darei uma mixtape!

Noelani Malley em Estocolmo, na Suécia

Onde suas fotos foram tiradas?
Em Londres, na Inglaterra e em Estocolmo, na Suécia. Eu moro perto de Brick Lane, na zona leste de Londres, então muitas fotos foram tiradas enquanto eu andava pelo bairro.

Sofi (e um monte de irlandeses) no Strongroom, na Old Street, em Londres

Alguma história engraçada de quando tirou as fotos?

A reação das pessoas é impagável quando a câmera aparece. Todos ficam fascinados e querem falar sobre ela, brincar com ela, e o mais importante, querem estar nas fotos. Eu realmente amo a sequência acima, por exemplo, porque eu estava tirando uma foto da minha amiga Sofi durante uma noitada e os caras no grupo perto da gente ficaram claramente intrigados, invadiram a primeira foto e imploraram para aparecerem na próxima. Eu finalmente cedi e aqueles 4 irlandeses ficaram tão felizes.

The Civil Wars na Union Chapel, ao Norte de Londres

Você é um lomógrafa experiente ou é nova nessa coisa toda?

Sou completamente nova. Eu tinha uma câmera Canon Rebel analógica na minha adolescência e ano passado brinquei com uma Canon Rebel T2i, que é uma câmera incrível, mas é bem legal voltar para as máquinas fotográficas analógicas outra vez. Eu tinha esquecido como era tirar fotos que você não pode deletar automaticamente e da emoção de ter que ir até uma loja, deixar os filmes e depois esperar para ver o resultado. Numa era em que tudo é instantâneo, é bacana ter algo pelo qual vale a pena esperar. E a Diana Mini é tão compacta que eu posso levá-la comigo para qualquer lugar, o que eu nunca faria com a minha SLR. Eu definitivamente capturei alguns momentos que nunca teria captado de outra forma.

Treetop Flyers no Apple Cart Festival, na zona leste de Londres

O que você achou da utilização da câmera?

Eu amei, embora tenha levado algum tempo para me acostumar e para encontrar as melhores configurações para cada situação. Além disso, eu sou americana e tenho péssima noção espacial ligada aos números. Ter distâncias em pés ou polegadas já seria difícil para mim, mas em metros… Complicado! Assim, meus primeiros rolos de filme ficaram sem foco e escuros. Mas, felizmente, eu tenho amigos ingleses pacientes que explicaram as distâncias para mim. Como você pode ver, meu primeiro rolo saiu como a foto acima (desculpa Treetop Flyers!). Mas eu acho que agora estou pegando o jeito.

Marchelle Bradinini também conhecida como Pony Boy em Bethnal Green, no leste de Londres

Já que você adora música, se sua vida tivesse um tema musical, qual seria?
The Zombies – This will be Our Year

Mark Wright (do novo restaurante de fondue), eu e Patrick Elliott (meu co-fundador do The Backscratchers ) no Strongroom na Old Street, em Londres.

O que vem a seguir no seu mundo?

O lançamento da minha nova empresa, The Backscratchers, em janeiro. É um site de troca de habilidades para a comunidade criativa e empreendedora. Atualmente, ele está em desenvolvimento, mas a partir de janeiro lomógrafos poderão trocar uma sessão de fotos pelo trabalho de um designer gráfico ou de um desenvolvedor de websites, ou trocar uma foto por um uma pintura. Eu só tenho falado, pensado e trabalhado nisso por quase um ano, então eu mal posso esperar para que o site esteja finalmente funcionando e conectando pessoas.

Melissa do Wildnerness of Manitoba exibindo sua La Sardina no lado de fora do Slaughtered Lamb em Farringdon, Londres

E para os meus planos futuros no universo Lomo, acabou que a Melissa do Wilderness of Manitoba também é uma LomoAmiga, então decidimos nos juntar em projetos com esse tema. Ela teve a ótima ideia da troca de filmes. Ela começa um rolo e deixa um pedaço para fora na hora de rebobinar, aí eu recarrego o filme na minha própria câmera e fazemos praticamente um rolo inteiro só de sobreposições. Canadá encontra Londres. La Sardina encontra Diana Mini. Dê uma olhada nas entradas do blog nos próximos meses.

Visite o blog da Jody: whenyouawake

A Diana Mini agora vem equipada com o Diana F+ Flash! Consiga quadrados dos sonhos em todas as condições de iluminação. Adquira a Diana Mini Flash Package agora!

written by hannah_brown on 2011-11-01 #people #film #amigo #musica #londres #diana-mini #lomoamigo #when-you-awake #blogueiro #jody-orsborn
translated by nanalm

More Interesting Articles