5 Perguntas de Fotografia Analógica com Charlie Wagers

Nessa nova série “5 Perguntas de Fotografia analógica com…” nós mandamos o mesmo conjunto de perguntas para os fotógrafos. Dessa vez, Charlie Wagers – amigo, colega, fotógrafo e designer gráfico – respondeu as perguntas e mandou uma seleção de seu trabalho.

Nome: Charlie Wagers
Ocupação: Designer gráfico e diretor criativo da Three Bears Design
País: Estados Unidos

1. Nos conte algo sobre você.
Bom, como praxe, eu sou um designer gráfico. Eu dou muitos créditos no meu estilo à área do Meio-Oeste, resultando em um azul colarinho, estética do Cinturão da Ferrugem. Eu cresci em uma fazenda de 800 hectares de Kentucky, por isso em contato com uma conexão profunda com a natureza e hoje eu ainda gasto muito do meu tempo fora a procura de novas cores e contrastes. No meu trabalho, gosto de utilizar técnicas de impressão antigas, texturas envelhecidas e livros esquecidos. Esse aspecto é o que criou faíscas no meu interesse pela fotografia analógica; o estilo “old school” de fazer as coisas.

2. Por que você ainda fotografa em analógico?
Eu adoro usar as técnicas de impressão “old school” quando eu posso, como serigrafia, impressão de jornal e litografia. Há algo sobre experimentação e ficar com suas mãos sujas que eu penso ser importante para pessoas criativas. Então isso faz o sentido perfeito que eu deveria experimentar a fotografia analógica. Adoro poder fazer experiências com filmes, lentes, e manipulação não tradicional, como processo cruzado. A antecipação entre bater a foto e vê-la após revelada é o que faz o processo inteiro se tornar excitante. Eu viajo muito e eu prefiro usar câmeras de filme para documentar a minha vida. Em um mundo atualmente dominado pela fotografia sem cuidado do aponte-e-bata, eu prefiro o cuidado singular e o tempo que isso leva e a característica da cor em cada foto.

3. Quais são as parafernálias fotográficas (câmera, filmes e acessórios) que você geralmente tem em sua bolsa?
Eu quase sempre tenho duas câmeras comigo, nenhuma digital; Holga e Diana F+.
Eu fotografo primeiro com a Holga, o que parece mais robusta, então eu tenho um monte de coisas extras para usar com ela, como cabo, tripé em miniatura (para longas exposições), além de filtros de cores para lentes. Eu também tenho muitos filmes, meu preferido é o Fuji Provia 400, mas eu também gosto de experimentar velocidades diferentes, preto e branco e filmes “red-scale”.

4. Divida com a gente um truque matador que sempre irá resultar numa foto perfeita.
Meu filme escolhido é o Fuji Provia 400, pois quando em processo cruzado, ele nos dá cores lindas!

5. Quais fotógrafos influenciaram o seu trabalho?
Amo Gregory Crewdson; o montante de tempo que ele usa pra criar um conjunto de cada foto – luz, modelos, ambiente, tudo para cada foto em específico – me deixa alucinado. É completamente o oposto de “Não pense, apenas fotografe” da mentalidade dos lomógrafos. Isso faz suas fotos me cativarem tanto.

Obrigado, Charlie, por ter reservado um pouco do seu tempo com nossas perguntas! Veja mais de seu trabalho em Charlie Wagers.com e Three Bears Design.

ed. note: A loja de Charlie vende as corujas mais fofas do planeta aqui

written by alexandrak on 2011-10-17 #lifestyle #holga #diana #analogico #charlie-wagers #series-5-perguntas
translated by thiago-piazza

More Interesting Articles