Fuji Velvia (35mm, 100 iso) [versão em língua portuguesa]

Velvia! Veelvia! Veeelvia! Invoooca-o! Ooops, este nome, apenas por si mesmo, pela sua música genética, tem uma ressonância de eco nos labirintos da minha mente…
Desde que me conheço, é este um dos meus filmes preferidos, fuji velvia 35mm 100 iso, em processo cruzado, como os lomógrafos adoram, atingir-nos-á com maravilhosas imagens, excelentes cores raras, e não tão raras, mas sempre muito intensas, como todos nós desejamos. Também um notável contraste, com o auxílio das qualidades da nossa mítica e querida lc-a+.

Credits: bravopires

Nunca revelei este filme pelo processo e-6, sempre por c-41. Por isso, só posso falar dele revelado por c-41.

Credits: bravopires

Vermelhos, violetas, púrpuras, rosas, azuis, verdes, amarelos, ouros… Não sou nenhum sábio a nomear cores, mas as cores que disse são perfeitamentes captadas por esta pedra preciosa, Velvia. Veremos alguns exemplos, a perfeita maneira de conhecer a face C-41 deste filme.

1. Nublado e com neve (última foto, era quase noite):

Credits: bravopires

2. Nublado e com nevoeiro:

Credits: bravopires

3.Sob a luz do Sol (Cuidado: fácil sobreexposição. Situações de luz intensa, é melhor usar a lc-a+ em 200 iso (400 em condições extremas), como fazemos nas duplas exposições, ganhando contraste e cor). Nas seguintes fotos, porém, usei sempre a lc-a+ em 100 iso:

Credits: bravopires

4. Sempre que quisermos:

Credits: bravopires

Atinge-o, desenha-o com luz! E devemos destruir o preconceito que consiste em julgar que este filme nos oferece, em todas as situações, uma atmosfera vermelha. É falso! Este filme não merece preconceitos. O seu espectro de cor é amplo. Assim, tentemos atingir todas as cores do arco-íris (e mesmo outras, quem sabe…) e logo conheceremos a sua magia.

written by bravopires on 2011-02-20