Um caso de amor com uma Olympus Trip 35 de segunda mão

Comecei um caso de amor com um patinho feio e velho quebrado de segunda mão e um desejo de transformá-lo em um cisne metafórico. Não ia ser fácil com uma câmera mais velha que eu, mas eu estava determinado que no finalvaleria a pena.

Comecei um caso de amor com uma câmera antiga de segunda mão, mas não foi amor à primeira vista. Na verdade, era mais como um filme onde a menina estereotipada atraente é transformado em rainha do baile até o final do filme e todo mundo se apaixona.

O patinho feio em questão é uma Olympus Trip 35. Agora em bom estado, é visualmente uma boa câmera, mas antes estava velha, cansada e com sujidade. Com um exterior sem brilho, cortinas de abertura defeituosas e com vedações quebradas que não ia ganhar prêmios ou admiradores. Sempre quis uma Trip 35, ainda mais depois de encontrar esse presente barato em alfarrábios e lojas de antiguidades, estava determinado assim a devolver-lhe a antiga glória.

Primeiramente, para fazer esse trabalho, precisei fazer um download de algum manual e ter algumas ferramentas na mão quando então fixei as lâminas de abertura e limpei as lente. (a segunda lente não pode ser jamais tocada, o pincel mais macio do mundo a arranharia N.T.). Depois dei uma limpeza geral em seu corpo antes de re-estola o corpo em um projeto que consistia em trocar o velho forro preto por um outro de pele verde lagarto impressionante.

É interessante lembrar que as Trips aparecem regularmente em loja de objetos usados e alfarrábios e quase todas são vendidos por preços irrisórios. Rapidamente você verifica as lâminas de abertura para saber se estão funcionando corretamente, poie essa é uma falha comum nelas, daí fique certo que argumentando você pode usar isso para derrubar o preço.

[Ativo: 1198800]

Finalizado o trabalho de restauração, imediatamente me apaixonei por minha câmera. Todas as funções, incluindo o importante mecanismo de exposição, agora estava funcionando e agora faria jus ao desempenho da excelente e conceituadíssima lente D. Zuiko.

Na verdade, eu não sabia o suficiente sobre Olympus Trip 35 desde a sua restauração, mesmo que eu não encontrasse peças de reposição para ela. Mesmo assim, estou planejando mais melhorias, incluindo um pouco de tinta nos locais onde ela está mais desgastada. A Trip Já não é a “outra” , mal amada, ou com defeito, mas uma “exclusiva” que sempre será minha.

[Ativos: 1198796,1198797,1198798,1198799]

Ps. Brechós são locais do tesouro para os amantes do vintage. Se você tem uma câmera adquirida em brechó e que agora você pirou de amores por ela, compartilhe conosco suas histórias de caso de amor – com uma dessas maravilhas de segunda mão – enviando um artigo esse mês para ganhar mais Piggies!

written by veato on 2012-05-10 in #lifestyle

More Interesting Articles